DESTILANDO MEMÓRIAS - ENTRE DUAS CIVILIZAÇES: José Maria Tavares de Andrade (Portuguese Edition) por José Maria Tavares de Andrade

Para descargar un libro electrónico de DESTILANDO MEMÓRIAS - ENTRE DUAS CIVILIZAÇES en particular, simplemente haga clic en la carátula del álbum. Después de eso, puede hacer clic en la opción desplegable para encontrar los formatos disponibles para descargar. Tan pronto como haga clic en un formato particular, libro comenzará a descargarse a la PC.

DESTILANDO MEMÓRIAS - ENTRE DUAS CIVILIZAÇES: José Maria Tavares de Andrade (Portuguese Edition)

Titulo del libro : DESTILANDO MEMÓRIAS - ENTRE DUAS CIVILIZAÇES: José Maria Tavares de Andrade (Portuguese Edition)
Fecha de lanzamiento : February 27, 2018
Autor : José Maria Tavares de Andrade
Número de páginas : 48
ISBN :
Editor : José Maria Tavares de Andrade Ed. Assis Lourenço

José Maria Tavares de Andrade con DESTILANDO MEMÓRIAS - ENTRE DUAS CIVILIZAÇES: José Maria Tavares de Andrade (Portuguese Edition)

Minha geração presenciou a grande mudança de modelos de civilização que necessariamente serão confrontados futuramente: a velha civilização de culturas tradicionais, rurais e a nova civilização globalizada, digitalizada. Em meio a tantas, rápidas e simultâneas mudanças tecnológicas, culturais e ecológicas não temos condiçes de tomar distância e confrontar o que passou e o que fica neste torvelinho extraordinário. Vivi a vida local e rural sem eletrificação, água encanada e praticamente sem alfabeto e moeda. Estou vivendo o mundo com Internet e telefone celular, podendo testemunhar um pouco desta fase intermediária.
Nos velhos tempos as pessoas dispunham de tempo para papear e destilar suas memórias. Antes da iluminação elétrica, do Rádio e da Televisão eram com cadeiras nas calçadas, ou nos países frios em torno do fogo das lareiras, que a memória se transmitia entre as geraçes: com os casos, contos ou velhas cançes que alimentavam as noitadas tranquilas e educativas. Lembro-me que todas as noites, no povoado de Ferreiros, ainda sem o Rádio, meu pai sentava-se com seu colega agricultor, seu amigo e vizinho, na calçada papeando. Seu Serafim e Seu Manuel Maquinista papeavam, avaliam as coisas até o sono chegar.
Dois primos acertaram uma empreitada engraçada: trocarem impresses, apelando para experiências de vida e sobretudo de memórias mais antigas, uma maneira de viabilizar para as novas geraçes a avaliação de consequências ecológicas e humanas de tantas transformaçes. Obrigado primo por este papo. Neste livrinho os depoimentos do cotidiano favorecem inclusive uma avaliação de modelos de civilização, com ou sem alfabeto e moeda.